Bombeiros do Pará trabalham na tentativa de encontrar vítimas de ponte que desabou no Rio Moju na madrugada deste sábado

Parte de uma ponte do complexo Alça Viária, que liga regiões do Pará, caiu na madrugada deste sábado (6) no Rio Moju, próximo ao município de Acará. Pelas redes sociais, o governador do estado, Helder Barbalho, que sobrevoou o local hoje nas primeiras horas da manhã, disse que o acidente teria sido causado por uma balsa que colidiu com um dos pilares da ponte, que é a terceira da Alça Viária. Dois veículos que passavam no local, no momento da colisão, caíram.

 

Segundo Barbalho, um gabinete de crise foi instalado e, de manhã, representantes de diversos órgãos de segurança pública discutiram ações para acelerar o resgate das vítimas.

 

A mobilização da equipe de governo ocorre na sede do Comando do Corpo de Bombeiros, em Belém. A corporação informou que já iniciou buscas na área. “É um dia triste, com esse episódio lamentável. Neste momento, a nossa prioridade é agilizar as buscas pelas vítimas e dar total apoio às suas famílias”, disse o governador.

Segundo os bombeiros, nenhum tripulante, certificado ou documento da embarcação que atingiu a ponte foi encontrado no local.

 

Técnicos das secretarias estaduais também estão reunidos na sede do Corpo de Bombeiros para definir alternativas que garantam a mobilidade de veículos que utilizam a área da ponte. A Procuradoria-Geral do Estado (PGE) vai acionar judicialmente a empresa proprietária da balsa que colidiu com um dos pilares.

 

A estrutura fica localizada na Rodovia PA-483, que sofreu avarias por constantes choques de embarcações e estava em reparos há cerca de dois meses.

 

Fonte: Agência Brasil

Mega-Sena acumulada pode pagar neste sábado prêmio de R$ 32 milhões

Acumulado, o prêmio da Mega-Sena deste sábado (6) está estimado em R$ 32 milhões. As seis dezenas do Concurso 2.140 serão sorteadas hoje (6), às 20h, em São Paulo.

 

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília), em qualquer casa lotérica do país ou pelo site de loterias da Caixa.  A aposta mais simples custa R$ 3,50.

 

No sorteio da última quarta-feira (3) foram sorteadas as seguintes dezenas: 14 – 23 – 29 – 41 – 57 – 58.

 

 

Fonte: Agência Brasil

 

Receita aponta acesso ilegal de servidores às informações fiscais de Bolsonaro

A Receita Federal informou ontem (5) que abriu sindicância para apurar as circunstâncias do acesso de dois servidores a informações fiscais do presidente Jair Bolsonaro. A informação foi inicialmente divulgada pelo jornal “O Globo”.

 

De acordo com a nota da Receita, após ter sido identificado o acesso às informações de Bolsonaro e de familiares do presidente, foi aberta uma sindicância, que concluiu não haver motivação legal para a iniciativa.

 

“Por esta razão, a Receita notificou a Polícia Federal ao mesmo tempo em que iniciou procedimento correicional, visando apurar responsabilidade funcional dos envolvidos”, diz o texto da nota.

 

Em fevereiro, a Receita Federal abriu investigação interna para apurar o vazamento de documentos em que auditores propunham uma investigação fiscal do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, e da mulher dele.

 

Íntegra da nota

 

Leia abaixo a íntegra da nota divulgada pela Receita Federal:

NOTA À IMPRENSA

A Receita Federal informa que, após identificar o acesso a informações fiscais do Sr. Presidente da República e de integrantes de sua família, por dois servidores, o órgão abriu sindicância para apurar as circunstâncias em que esse acesso foi realizado.

A sindicância concluiu que não havia motivação legal para o acesso e, por esta razão, a Receita notificou à Polícia Federal ao mesmo tempo em que iniciou procedimento correicional, visando apurar responsabilidade funcional dos envolvidos.

 

 

Fonte: G1

Governo americano vai estabelecer novas sanções contra a Venezuela

O governo americano decidiu impor novas sanções contra a Venezuela, sobre carregamentos de petróleo do país.

 

O vice-presidente americano, Mike Pence, discursou ontem (5) no Texas, no sul do país. Ele disse que o governo americano vai impor sanções contra 34 embarcações de propriedade ou operadas por uma empresa petrolífera estatal venezuelana. Acrescentou que o governo aplicará sanções contra dois operadores estrangeiros de transporte marítimo que realizaram entregas de petróleo da Venezuela para Cuba.

 

O governo do presidente Donald Trump havia aplicado sanções em janeiro contra outra estatal petrolífera venezuelana. A administração pretende enfraquecer o governo de Maduro por meio de cortes nos faturamentos relativos ao petróleo.

 

Pence afirmou que os Estados Unidos “vão continuar a exercer toda a pressão diplomática e econômica para ocasionar uma transição pacífica para a democracia”.

 

Fonte: Agência Brasil

Para evitar conflito, Funai faz contato com índios isolados no Vale do Jari, Amazonas

Uma equipe da Fundação Nacional do Índio (Funai) fez contato com índios isolados da etnia Korubo na terra do Vale do Jari, no extremo oeste do Amazonas. A expedição foi realizada pela preocupação com o risco de conflitos entre esse povo e os Matís, que também ocupam a região, às margens do Rio Coari.

 

Os dois povos protagonizaram um conflito na região em 2014, com mortes nos dois lados. Desde então, representantes Matís solicitam à Funai providências para o estabelecimento do contato. A tensão permaneceu e aumentou recentemente com uma reaproximação dos Korubo isolado da área ocupada pelos Matís e com a possibilidade de uma ação promovida por estes.

 

Índios isolados Korubo ( Foto: Bernardo Silva/Funai)

 

“Os Korubo se distanciaram, queimaram suas malocas. Mas voltaram a aparecer, visitando as roças Matís e pegando alimentos e ferramentas. Ano passado quase teve um contato dos Matís”, disse o coordenador de Índios Isolados e e Recém Contatados da Funai, Bruno da Cunha Arújo.

 

Expedição

 

A realização de uma expedição começou a ser discutida anos atrás. Com o receio do aumento dos risos de novos conflitos, a Funai decidiu realizá-la. A equipe começou as buscas pelos índios no início de março. Alguns Korubo já contatados auxiliaram, bem como indígenas de outras etnias. Segundo a Funai, os Korubo integraram o grupo motivados pelo desejo de encontrar parentes e amigos.

 

No último dia 19, foram encontrados alguns Korubo isolados. Outros representantes da etnia apareceram ao longo dos dias seguintes, totalizando 34 índios. Segundo Bruno da Cunha Araújo, coordenador-geral de Índios Isolados e Recém Contatados da Funai, o diálogo foi estabelecido entre os encontrados e os indígenas integrantes da expedição.

 

Uma equipe de 28 pessoas continua no local para monitorar o caso, dar apoio no atendimento à saúde , como vacinação, e buscar uma interlocução para resolver o conflito com os Matís. Além dos integrantes da expedição, há também uma unidade da Funai na região, denominada Frente de Proteção Ambiental do Vale do Javari.

 

Segundo o coordenador da Funai, eles pediram aos Korubo isolados que se distanciassem, o que teria tido uma resposta preliminar positiva. Mas o grande desafio, de acordo com o representante da instituição, é encontrar formas para que a etnia e os Matís possam conviver e ocupar a área sem riscos de conflitos.

 

Interlocução

 

“Estamos estabelecendo interlocução. Eles falam que vão descer o rio cerca de 10 quilômetros, 15 quilômetros. Mas o que resolve é o diálogo, e não é a distância em si. O nosso papel é tentar facilitar esse diálogo”, explica Bruno da Cunha Araújo. Segundo ele, este processo pode durar meses, ou até mais de um ano.

 

No domingo (7), o grupo será substituído por uma outra equipe, que já está na região se preparando para assumir a expedição. Eles permanecerão lá por 40 dias. Ao longo desse período, manterão o monitoramento e os esforços de interlocução com as duas etnias, bem como o atendimento de saúde.

 

Araújo destacou que um ponto importante para que esse trabalho continue sendo feito é garantir estrutura para a unidade da Funai no local. São necessários recursos para viabilizar custos como combustível para o deslocamento dos técnicos, comida para dar suporte às equipes e verba para contratar indígenas experientes.

 

 

O projeto leva a locais isolados do Amazonas equipamento necessário para interatividade
O projeto leva a locais isolados do Amazonas equipamento necessário para interatividade – Eduardo Cavalcante – Secretaria de Educação/AM

 

Fonte: Agência Brasil

Presidente Jair Bolsonaro afirma que não haverá horário de verão em 2019

O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem (5) que decidiu não adotar o horário de verão este ano. Segundo ele, a decisão foi baseada em um parecer do ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, que aponta pouca efetividade na economia energética.

 

“Ele [ministro] trouxe um parecer 100% favorável ao fim do horário de verão. No parecer dele, [o horário de verão] não causa economia [de energia] para nós e mexe no teu relógio biológico, então atrapalha a economia, em parte. E só temos o que ganhar, no meu entender, mantendo o horário como está”, disse Bolsonaro, logo após participar da inauguração do espaço de atendimento da Ouvidoria da Presidência da República, no Palácio do Planalto.

No ano passado, estudos da Secretaria de Energia Elétrica (SEE), do Ministério de Minas e Energia (MME), em parceria com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), apontaram que em termos de economia de energia, a medida não tem sido mesmo eficiente, já que os resultados alcançados foram próximos à “neutralidade”. O horário de verão foi criado  em 1931 com o intuito de economizar energia, a partir do aproveitamento de luz solar no período mais quente do ano, e tem sido aplicado no país, sem interrupção, ao longo dos últimos últimos 35 anos.

 

Normalmente, o horário de verão ocorre entre outubro e fevereiro, quando os relógios devem ser adiantados em uma hora, e vigora nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Espírito Santo, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e no Distrito Federal.

 

Fonte: Agência Brasil

Brasil adota “imunização e vacinação” como tema do Dia Mundial da Saúde

No Dia Mundial da Saúde, celebrado em 7 de abril, o Brasil faz um alerta sobre a importância da vacinação e imunização para evitar a volta de doenças já erradicadas no mundo. O tema escolhido pelo país neste ano, se deve ao registro de baixas coberturas vacinais que permitiram o reaparecimento de doenças que já estavam eliminadas no país, como o sarampo.

 

O atual governo iniciou a gestão com taxas de imunização baixas, incluindo contra o sarampo. A vacinação contra o sarampo, por exemplo, atingiu um pico em 2003, mas, no geral, vêm caindo ano a ano, até chegarem próximo a 80% no ano passado, patamar longe da meta de, no mínimo, 95%. Por isso, pela primeira vez, o Governo Federal estabeleceu a vigilância e vacinação como meta prioritária de governo.

 

A população pode se vacinar gratuitamente nas mais de 36 mil salas de vacinação localizadas nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) de todo o país. Para isso, basta comparecer a um posto de saúde com o cartão de vacinação em mãos. Caso você tenha perdido o cartão de vacinação, o Ministério da Saúde orienta procurar o posto de saúde mais próximo onde recebeu as vacinas e resgatar o histórico, assim como, refazer uma nova caderneta. É importante lembrar que a falta da Caderneta de Vacinação não é um impeditivo para vacinar.

 

Atualmente, o Sistema Único de Saúde (SUS) disponibiliza gratuitamente 19 vacinas que integram o Calendário Nacional de Vacinação, protegendo contra 18 doenças imunopreveníveis cuja proteção inicia ainda nos recém-nascidos, podendo se estender por toda a vida.  São vacinas que contemplam crianças, adolescentes, idosos, gestantes e povos indígenas. Por ano, o Ministério da Saúde aplica mais de 300 milhões de doses de vacinas na população brasileira.

 

É importante ressaltar que todas as vacinas distribuídas pelo SUS são seguras. Elas passam desde o processo de produção por avaliação de qualidade e segurança. Além disso, por validação e aprovação de instituto reguladores e pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

 

MONITORAMENTO DA VACINAÇÃO

 

Ainda no intuito de fortalecer a vacinação no país e no mundo, o Ministério da Saúde tem trabalhado na melhoria dos sistemas de informação e monitoramento para medidas de prevenção e controle; a ampliação das estratégias a adesão da população à imunização; a instituição de uma “força tarefa” para apoiar os estados e municípios na investigação e manejo de casos de doenças imunopreveníveis, entre outras ações.

 

SAÚDE UNIVERSAL 

 

 O tema escolhido pela Organização Pan-Americana da Saúde/ Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS), para a campanha do dia Mundial da Saúde de 2019 foi “Saúde para todas e todos. Em todos os lugares”.

 

Os organismos internacionais chamam a atenção para a importância da saúde universal – que significa garantir que todas as pessoas e comunidades tenham acesso aos serviços de saúde sem qualquer forma de preconceito e sem sofrerem dificuldades financeiras.

 

Fonte: Ministério da Saúde

Ex-presidente Lula fica em silêncio em depoimento à Polícia Federal

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ficou em silêncio durante depoimento prestado ontem (5) na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba, onde está preso.

 

Segundo a defesa, Lula não teve acesso antecipado ao conteúdo da investigação.  Na oitiva, a PF pretendia questionar o ex-presidente sobre o conhecimento dele da suposta cobrança de propina em contratos de navios-sonda da Petrobras e nas obras da Usina Hidrelétrica de Belo Monte.

 

Em março, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), aceitou o pedido da defesa do ex-presidente e suspendeu o mesmo depoimento.

 

Na decisão, Fachin concordou com a defesa e determinou prazo mínimo de cinco dias úteis para que os advogados possam analisar os processos antes do depoimento.

 

A defesa de Lula, desde sua prisão em abril de 2018, reitera a inocência dele e diz que ele não cometeu crimes em momento algum. O ex-presidente também afirma que não cometeu irregularidades.

 

Lula está preso desde 7 de abril do ano passado, após ter sua condenação confirmada pelo TRF4, que impôs pena de 12 anos e um mês de prisão ao ex-presidente, pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, no processo do tríplex do Guarujá (SP).

 

Fonte: Agência Brasil

Corumbá: Prefeito Marcelo Iunes participa das homenagens aos 120 anos do colégio Santa Teresa

O Prefeito Marcelo Iunes participou nesta manhã de quinta de uma caminhada alusiva aos 120 anos de fundação do Colégio Salesiano de Santa Teresa, que contou com a presença da primeira dama e Secretaria Especial de Cidadania e Direitos Humanos, Amanda Cristiane Balancieri Iunes; além dos alunos, professores, ex-alunos salesianos.

 

Durante a caminhada que percorreu as ruas do centro da cidade, onde os alunos cantaram um samba enredo que foi feito para contar um pouco da história do colégio.

 

“Corumbá foi à segunda cidade do antigo Mato Grosso a receber a Missão Salesiana, que tinha como objetivo trabalhar com a juventude, fazer o bem no campo da educação, evangelização e plantou a sua primeira semente com a fundação do Santa Teresa”, explicou o diretor da Faculdade Salesiana de Santa Teresa, padre Jair Marques de Araújo.

 

As comemorações começaram na noite desta quarta-feira, 03 de abril, com uma sessão solene para homenagear toda a família salesiana que tem um papel extremamente importante de bem educar o cidadão pantaneiro. A sessão foi realizada no plenário da Casa do Barão de Vila Maria.

 

O prefeito Marcelo Iunes lembrou a época que estudou no Santa Teresa, com seus irmãos, e das partidas de futebol no sol escaldante do meio dia, após as aulas, dos amigos que lá estudaram e hoje caminham ao seu lado.

 

“Tenho uma lembrança muito boa do tempo da escola e hoje me sinto duplamente honrado, pois além de ter estudado no Santa Teresa, meu pai também estudou, se formou no Rio de Janeiro e voltou para ser professor dessa escola que há 120 anos vem formando profissionais em nossa região, sendo uma referência na educação corumbaense, que cresceu com o passar do tempo, mas sempre fiel aos ensinamentos de Dom Bosco e atento às mudanças impostas pelo tempo”, colocou o prefeito que também falou sobre a Faculdade de Santa Teresa e que “a ideia é trabalharmos junto com a Missão Salesiana lá em Brasília, visando à vinda de mais cursos superiores para Corumbá.

 

Roberto Façanha, presidente da Câmara Municipal, citou o padre Pasquale Forin, pois o conheceu logo que chegou a Corumbá, e demonstrou uma profunda admiração pelo trabalho que faz na cidade.

 

“A Missão Salesiana é uma instituição que se caracteriza pela atuação educativa em instituições de ensino nos níveis infantil, fundamental, médio e superior; nas suas paróquias, obras sociais e missões indígenas”, ressaltou citando também que, hoje, ex-alunos da escola se sobressaem nas mais diferentes áreas: advocacia, medicina, engenharia, agronomia, entre outros.

 

Estiveram presentes também os vereadores Tadeu Vieira, André da Farmácia, Cristóvão Contador e João Mário, além de Regina Panovitch Duran, que representou o deputado estadual Evander Vendramini; padre Pasquale Forin, Vigário Episcopal e representante da Missão Salesiana – Polo Corumbá; Capitão de Mar e Guerra Mauro Nicolasso, que representou o comando do 6º Distrito Naval; tenente Fernandes, representando o comando da 18ª Brigada de Infantaria, além de outras autoridades.

 

Homenageados

Durante a Sessão Solene, a Câmara homenageou 15 personalidades que fazem parte da história do Colégio Salesiano de Santa Teresa, com Moções de Congratulações.

 

Os homenageados da noite foram: Bispo Emérito de Corumbá, Dom Segismundo Martínez Alvares; vigário episcopal e responsável pelos projetos CAIJI, CRIPAM E Casa Marisa Pagen, padre Pasquale Forin; diretor da Faculdade Salesiana de Santa Teresa, padre Jair Marques de Araújo; reitor do Santuário e da Paróquia São João Bosco, padre Inácio Enaureu Martins da Silva.

 

Também foram homenageados o diretor administrativo e pedagógico do Colégio de Santa Teresa, padre Osvaldo dos Santos; diretor geral da Missão Salesiana – Polo Corumbá, padre Eduardo Moura; inspetor geral da Missão Salesiana, padre Gildásio Mendes; a coordenadora pedagógica Cleidy Marluce Alves Baiaroski; a coordenadora do curso de Direito Faculdade Salesiana de Santa Tereza, Maria Carolina Scheeren do Valle.

 

E os servidores do setor administrativo Sérgio Maciel, Paulo da Costa Silva e Cristiane Pereira da Silva; a professora mais antiga do Colégio Salesiano de Santa Teresa, Natividade Mercedes Achucarro; a professora mais antiga do Ensino Fundamental I, Sônia Mara Monteiro, e a servidora do setor administrativo, educadora de pátio Marina Rodrigues de Siqueira.

 

História

Fundado em 04 de abril de 1899, o Colégio Salesiano de Santa Teresa é a escola particular mais antiga de Corumbá, responsável pela formação de muitos profissionais e até políticos que, hoje, atuam na sociedade corumbaense, no Estado e no Brasil.

 

Sempre fiel aos ensinamentos de Dom Bosco e dentro de um sistema político, social e religioso diferente daquele da sua fundação, atento aos sinais dos tempos, o Colégio Salesiano de Santa Teresa leva avante, não sem sacrifícios, o estandarte da educação integral de centenas de crianças e jovens dessa imensa região pantaneira.

 

A base pedagógica da educação salesiana, centrada na pedagogia do amor, tem sua continuidade na presença e dedicação de tantos educadores que juntamente com os salesianos, garantem a continuidade desta obra centenária.

 

O espírito arrojado e inovador em suas atividades pedagógicas faz do Colégio Santa Teresa, uma referência em educação na cidade e no estado. Ao longo desses 120 anos, o colégio tem deixado marcas positivas e profundas para toda a comunidade corumbaense e região.