“Convoquei todos da Petrobras para me esclarecer porque 5,7% de reajuste”, diz Bolsonaro sobre aumento do preço do diesel

O presidente Jair Bolsonaro questionou hoje (12) o reajuste de 5,7% no preço do óleo diesel anunciado ontem (11) pela Petrobras. Bolsonaro disse que conversará com a direção da empresa para conhecer melhor a composição de custos do combustível no país. Ele negou qualquer tipo de intervenção do governo na estatal. A petroleira adiou o aumento.

 

“Eu não vou ser intervencionista, não vou praticar a política que fizeram no passado, mas eu quero os números da Petrobras. Tanto é que na terça-feira convoquei todos da Petrobras para me esclarecer porque 5,7% de reajuste, quando a inflação projetada para este ano está abaixo de cinco. Só isso, mais nada. Se me convencerem, tudo bem. Se não me convencerem, nós vamos dar a resposta adequada para vocês”, afirmou em entrevista a jornalistas logo após inaugurar o novo terminal internacional do Aeroporto de Macapá.

 

O presidente disse que há preocupação com reajuste dos combustíveis pelo impacto no setor de transporte de cargas, afetando diretamente os caminhoneiros. “E eu estou preocupado com o transporte de carga no Brasil, com os caminhoneiros. São pessoas que realmente movimentam as riquezas de Norte a Sul, de Leste a Oeste, que têm que ser tratadas com o devido carinho e consideração. E nós queremos um preço justo para o óleo diesel”, acrescentou.

 

Sobre o adiamento do reajuste, o vice-presidente Hamilton Mourão julga ser “um fato isolado e justamente pelo momento em que estamos vivendo”. “Tenho visto alguns dados da pressão que havia do lado dos caminhoneiros. Bolsonaro está buscando a melhor solução para esse problema”, disse em entrevista à rádio CBN.

 

Política de preços

 

Em comunicado à imprensa, a Petrobras informou que, “em consonância com sua estratégia para os reajustes dos preços do diesel divulgada em 25/3/2019, revisitou sua posição de hedge e avaliou ao longo do dia, com o fechamento do mercado, que há margem para espaçar mais alguns dias o reajuste no diesel”. A empresa disse ainda que manterá o alinhamento do combustível com o Preço de Paridade Internacional (PPI). Por causa do adiamento no reajuste, as ações ordinárias (direito a voto) e preferenciais (prioridade na distribuição de dividendos) da Petrobras registravam queda superior a 7% na Bolsa de Valores de São Paulo, na tarde dessa sexta-feira.

 

No mês passado, a Petrobras havia anunciado que o reajuste no preço do diesel nas refinarias, que corresponde a mais da metade do preço final do produto nas bombas, seria alterado em prazos não inferiores a 15 dias. A medida atendia a uma reclamação dos caminhoneiros contra reajustes semanais no preço do diesel.

 

Fonte: Agência Brasil

STM mantém prisão de militares do Exército acusados de matar músico

O ministro do Superior Tribunal Militar (STM) e general de Exército Lúcio Mário de Barros Goes decidiu hoje (12) manter a prisão preventiva de nove militares acusados de atirar contra um carro, matar um homem e ferir duas pessoas, no Rio de Janeiro, no domingo (7).

 

O magistrado entendeu que não há irregularidades na decisão da Justiça Militar no Rio que determinou a prisão dos integrantes do Exército, que faziam o patrulhamento da localidade. “Destacou a referida autoridade judiciária que, no caso em tela, foram desrespeitadas as regras de engajamento que devem pautar a atuação dos militares, o que culminou na prática delitiva”, afirmou.

 

Operação

 

O músico Evaldo dos Santos Rosa foi morto em uma operação do Exército, em Guadalupe, na zona oeste da cidade. O carro em que estava a família foi atingido por mais de 80 tiros disparados pelos militares. Evaldo, a mulher, o filho de 7 anos, o sogro e uma amiga da família estavam indo para um chá de bebê.

 

O músico foi atingido por três tiros e morreu na hora. O sogro, Sérgio Gonçalves de Araújo, recebeu um tiro nas costas e outro no glúteo. Os tiros atingiram também um homem que tentava socorrer a família.

 

Segundo a viúva de Evaldo, Luciana Nogueira, não houve confronto, e os tiros começaram assim que o carro da família entrou na rua.

 

Fonte: Agência Brasil

Sobe para três o número de mortos no desabamento em Muzema, no Rio

Subiu para três o número de mortos no Condomínio Figueira, na comunidade do Muzema, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Um homem que havia sido resgatado morreu no hospital da Unimed. Uma criança foi encontrada com vida dos escombros dos dois prédios que desabaram na manhã de hoje (12).

 

Com isso, chega a nove o número de pessoas resgatadas com vida. Não há informações precisas sobre o número de desaparecidos ou de pessoas que podem estar sob os escombros. Segundo os moradores do condomínio, o prédio, construído recentemente, estava com cinco apartamentos ocupados.

 

O trabalho de resgate continua sem o uso de máquinas pesadas, uma vez que há a possibilidade de encontrar sobreviventes. Por volta de 14h45 chegaram ao local equipamentos de iluminação, o que pode indicar que os bombeiros continuarão atuando durante a noite.

 

Pela manhã, o vice-governador Cláudio Castro, e o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, estiveram no local do desabamento para acompanhar os trabalhos.

 

Fonte: Agência Brasil

 

Continue reading “Sobe para três o número de mortos no desabamento em Muzema, no Rio”

”Facão”: governo federal extingue mais de 13 mil cargos efetivos; 93% já estão vagos

Passado um mês do decreto presidencial que extinguiu 21 mil cargos comissionados, funções e gratificações da esfera federal, o governo Jair Bolsonaro anunciou o fim de 13.231 vagas. Desta vez, são cargos efetivos da administração pública federal que já estão vagos ou que devem vagar nos próximos meses.

 

De acordo com o texto publicado no Diário Oficial da União, mais de 93% desses cargos já estão vagos. Apenas 916 aguardam a desocupação pelos órgãos aos quais estão submetidos.

 

Assessores do governo explicaram que as funções aplicadas a estas vagas estão obsoletas para a atual dinâmica. Entre cargos incluídos no decreto figuram os de jardineiro, técnico em radiologia, guarda de endemias, mestre de lancha e operador de máquinas agrícolas.

As vagas elencadas no texto oficial deixam de existir a partir de 12 de junho de 2019, reduzindo organogramas dos Ministérios da Economia e da Saúde, da Advocacia Geral da União, da Fundação Nacional de Saúde e do Sistema de Pessoal Civil da Administração Federal (Sipec).

O enxugamento da máquina pública e a ampliação da eficiência dos serviços prestados à população têm sido reforçados pela equipe de Bolsonaro desde o início do governo. No caso de cargos comissionados, funções e gratificações extintos com o decreto de 13 de março deste ano, a expectativa do governo era de economia de mais de R$ 190 milhões anuais.

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado e estimado em R$ 45 milhões

A Mega-Sena sorteia neste sábado (13) um prêmio acumulado, cuja a estimativa da Caixa pode chegar a R$ 45 milhões. A aposta simples, com seis dezenas, custa R$ 3,50.

 

O sorteio será realizado, a partir das 20h (horário de Brasília), no Caminhão da Sorte estacionado na Praça Rubião Junior, na cidade paulista de Botucatu.

 

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) de sábado, em qualquer uma das mais de 13 mil casas lotéricas credenciadas pela Caixa em todo o país.

 

Fonte: Agência Brasil

Ex-governador de RO é alvo de operação que investiga crimes ambientais

A Polícia Civil e o Ministério Público de Rondônia deflagraram, hoje (12), uma nova fase da Operação Pau Oco, que apura crimes ambientais cometidos com a cumplicidade de membros do primeiro escalão de governo estadual.

 

Entre os alvos desta nova fase, apelidada como Teste do Sabre, está o ex-governador do estado Daniel Pereira (na foto, com o Título de Cidadão nas mãos), em cujos endereços foram cumpridos mandados de busca e apreensão de documentos. Pereira governou o estado entre abril de 2018, quando o então governador Confúcio Moura renunciou ao cargo, e 1º de janeiro deste ano. Atualmente, ele é superintendente do Sebrae, em Rondônia.

 

O Tribunal de Justiça estadual expediu oito mandados de prisão preventiva e 45 de busca e apreensão em endereços residenciais e comerciais ligados aos suspeitos de integrar organização criminosa para cometer crimes contra a flora e a administração ambiental, além de corrupção, lavagem de capitais, tráfico de influência, falsificação de documentos públicos, peculato digital, entre outros.

 

Segundo a Polícia Civil, o esquema criminoso vem sendo investigado desde junho de 2018, resultando na deflagração da primeira fase da Operação Pau Oco já em novembro do mesmo ano. Em nota, a Polícia Civil assegura que a análise das provas recolhidas anteriormente comprova o envolvimento dos investigados com “inúmeros delitos”, havendo indícios da prática de outros crimes além dos inicialmente investigados.

 

Ainda de acordo com a Polícia Civil, uma organização criminosa instalou-se na administração pública estadual a partir de abril de 2018. “Integrantes do alto escalão [do governo] estavam voltados ao atendimento de demandas criminosas no setor ambiental, lucrando financeira e politicamente”, sustenta a corporação, afirmando que, além de políticos que ocuparam cargos eletivos, o grupo investigado inclui funcionários de confiança que ocupavam cargos comissionados (ou seja, não-concursados), empresários, despachantes ambientais e engenheiros florestais.

 

Os 53 mandados judiciais estão sendo cumpridos em todo o estado, especialmente nas regiões de Espigão do Oeste, Ouro Preto do Oeste, Ariquemes, Buritis, Candeias do Jamari, Vista Alegre do Abunã e na capital Porto Velho.

 

Como superintendente do Sebrae, Pereira ocupa um assento no Conselho Deliberativo da entidade, em Rondônia. Em nota, a entidade informou que aguarda o avanço das investigações para tomar qualquer decisão, mas assegurou que Pereira é um “dedicado diretor que, nas suas atividades, conta com o reconhecimento de suas qualidades profissionais e confiamos em sua integridade como profissional e cidadão”.

 

Agência Brasil não conseguiu contato com o ex-governador Daniel Pereira e seus advogados.

 

Fonte: Agência Brasil

Tecnologia de rastreamento poderá ser usada para detectar motorista drogado

O Ministério da Justiça e Segurança Pública decidiu instituir um grupo de trabalho para estudar a viabilidade de utilizar tecnologias de screening(rastreamento) para detecção de motoristas dirigindo sob efeito de substâncias psicoativas.

 

A portaria instituindo o grupo de trabalho está publicada no Diário Oficial da Uniãodesta sexta-feira (12). Ela prevê que os seus integrantes terão um prazo de 12 meses para conclusão das atividades e, em seguida, apresentarem um relatório ao secretário Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad).

 

O grupo de trabalho será composto por representantes, titular e suplente, da Senad, da Secretaria Nacional de Segurança Pública e da Polícia Rodoviária Federal. O trabalho será coordenado pelo representante da Senad.

 

Fonte: Agência Brasil

Em Mato Grosso do Sul, 170 mil famílias poderiam ter o benefício de 65% de desconto na conta de energia e não sabem

Famílias de baixa renda inscritas em programas sociais têm direito a Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE), com desconto de até 65% nas contas, mas a maior parte delas não sabe. Uma oportunidade para quem quiser obter o benefício é uma ação neste sábado (13.4) na praça Ary Coelho, em Campo Grande, das 8h às 14h.

 

De acordo com a concessionária Energisa, de 292 mil famílias enquadradas nos critérios do programa em Mato Grosso do Sul, apenas 121 mil recebem o benefício. As outras 171 mil se enquadram nos pré-requisitos, mas ainda não o usufruem. Ou seja, tem mais gente com direito sem receber o benefício do que recebendo.

 

Têm direito ao desconto as famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal com renda per capita menor ou igual a meio salário mínimo nacional.

 

Também têm direito aqueles que recebem Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC), inscritas no Cadastro Único, com renda mensal de até três salários mínimos e com pessoa com doença ou deficiência cujo tratamento, procedimento médico ou terapêutico requeira uso continuado de aparelhos, equipamentos ou instrumentos que, para seu funcionamento, demandem consumo de energia elétrica.

 

O valor do desconto depende da faixa de consumo dos clientes. Para quem consome até 30 kWh/mês, a conta de energia pode baixar até 65%. Para o consumo de 31 a 100 kWh/mês, a redução chega a 40%. Na faixa de consumo de 101 a 220 kWh/mês, o desconto é de 10%. Já para consumo superior a 220 kWh não incide desconto.

 

Aqueles clientes que não atualizaram o cadastro junto ao Ministério de Desenvolvimento Social (MDS) e perderam o benefício deverão atualizar primeiramente o cadastro no Centro de Referência e Assistência Social (Cras) do município e, posteriormente, procurar a concessionária de energia elétrica.

 

Famílias inscritas no Cadastro Único que ainda não recebem o benefício devem procurar uma das agências da concessionária de energia e apresentar os documentos pessoais, o número de inscrição social (NIS) e a conta de energia elétrica para atualização cadastral. Outras opções de inscrição na Tarifa Social são o Call Center (0800 722 7272) e o endereço eletrônico http://tarifasocial.energisa.com.br.

 

O assunto foi levado à tribuna da Assembleia Legislativa pelo líder do Governo, deputado Barbosinha. Foi ele que solicitou as informações à Energisa: “Eu tinha aquela intuição de que tinha um grupo de famílias que estavam fora da Tarifa Social mesmo tendo direito, mas não tinha noção de que eram tantas pessoas”, contou.

 

Preocupado com o desconhecimento das famílias, ele tem divulgado o benefício: “Já ocupei a tribuna mais de uma vez e fiz reunião sobre o assunto, mas muita gente ainda não sabe. São R$ 50 milhões por ano que são gastos com energia elétrica e que poderiam estar movimentando a economia”, finalizou.

Quinta-feira Santa será ponto facultativo nas repartições do governo do Estado

Decreto publicado nesta sexta-feira (12.4) no Diário Oficial do Estado estabelece ponto facultativo na Quinta-feira Santa (18.4).

 

No documento, assinado pelo governador Reinaldo Azambuja, fica declarado ponto facultativo para os órgãos e as entidades da Administração Direta, Autárquica e Fundacional do Poder Executivo Estadual, do expediente do dia 18 de abril de 2019.

 

O ponto facultativo não se aplica às unidades e aos serviços considerados essenciais que, por sua natureza, não possam ser paralisados ou interrompidos.

 

Reinaldo Azambuja levou em consideração o feriado nacional do dia 19 de abril consagrado às comemorações da Paixão de Cristo e que não haverá expediente no dia 18 de abril no Poder Judiciário Estadual, no Tribunal de Contas Estadual e no Ministério Público Estadual.