Brasil conquista 55 ouro e confirma melhor campanha em Jogos Pan-Americanos

Na edição 2019 dos Jogos Pan-Americanos, realizados de Lima, no Peru, a equipe brasileira confirmou a melhor atuação do país em Jogos Pan-Americanos. O Time Brasil conquistou 171 medalhas e garantiu o país no 2º lugar do quadro geral de medalhas, com 55 de ouro, 45 de prata e 71 de bronze.

 

A medalha de ouro de Guilherme Costa nos 1.500m da natação, foi a marca para o país chegar a 53 ouros em Lima e superar sua melhor campanha em Jogos Pan-Americanos na história, ocorrida no Rio 2007, com 52 ouros.

 

Foram 19 dias de jogos Pan-Americanos. Nesse tempo, o Brasil mostrou dominância em algumas modalidades, surpreendeu em outras e também viu medalhas que pareciam quase certas escaparem. Superação e aprendizado caminham juntos em qualquer competição esportiva. Da frustração do ginasta Arthur Zanetti, prata nas argolas, a ouros inéditos no badminton, boxe feminino e taekwondo feminino, o Brasil escreveu sua história em Lima.

 

Fonte: Agência Brasil

STF retoma esta semana julgamento de ministro do Tribunal de Contas da União

A Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) agendou para esta terça-feira (13) a sequência do julgamento que pode levar ao afastamento do ministro Aroldo Cedraz do Tribunal de Contas da União. Cedraz, o filho dele, Tiago, e outras duas pessoas foram denunciadas pela Procuradoria-Geral da República, pelo crime de tráfico de influência.

 

O julgamento começou na semana passada, quando a Segunda Turma ouviu as partes e conheceu o relatório escrito pelo ministro Edson Fachin. A expectativa é que os ministros apresentem seus votos na terça.

 

Segundo a denúncia apresentada pelo Ministério Público Federal (MPF) em outubro do ano passado, o ministro e seu filho, o advogado Tiago Cedraz, teriam praticado tráfico de influência ao receber dinheiro da empresa de engenharia UTC para beneficiar o grupo em processos relacionados à licitação da Usina Angra 3 em análise no Tribunal.

 

A combinação de preços teria causado prejuízos à Administração Pública Federal. O valor total do contrato correspondia a R$ 3,2 bilhões.

 

A denúncia foi estruturada com base na delação premiada do executivo Ricardo Pessoa, da UTC. Segundo o MPF, Pessoa e Tiago Cedraz teriam firmado um esquema em 2012, com pagamentos realizados de maneira parcelada até 2014. Registros de viagem e informações obtidas no escritório do advogado reforçaram a tese da procuradoria.

 

Aroldo Cedraz teria atuado, de acordo com o MPF, para atrasar o julgamento, com manobras como pedidos de vista. “Tal situação, somada aos fatos narrados pelos colaboradores acerca da atuação de Tiago Cedraz, revela que Aroldo Cedraz agiu para controlar a data do julgamento. Seu ato de ofício infringiu dever funcional, pois pediu vista de um processo para o qual estava previamente impedido”, informa trecho da denúncia.

 

Fonte: Agência Brasil

 

A defesa do ministro argumenta que uma sindicância feita pelo próprio TCU não encontrou provas de que o ministro tenha praticado tráfico de influência.

Série de reportagens do governo destaca Estado no progresso de Campo Grande

Em referência ao aniversário de 120 anos de Campo Grande, celebrado em 26 de agosto, o Portal do Governo do Estado lança nesta segunda-feira (12.06) uma série especial de reportagens que destaca a presença do Governo do Estado no desenvolvimento da Cidade Morena. Por meio de parcerias, a gestão do governador Reinaldo Azambuja vem, desde 2015, investindo na Capital de Mato Grosso do Sul nas áreas prioritárias, contribuindo para o progresso do município e melhorando a qualidade de vida da população.

 

“O Governo do Estado soube construir condições para levar investimentos para todas as 79 cidades de Mato Grosso do Sul, nas áreas da segurança, infraestrutura, saúde e educação. Em Campo Grande não foi diferente. Criamos condições para retomar investimentos paralisados, concluir obras iniciadas há muitos anos e resolver problemas crônicos. Isso faz parte de uma gestão moderna, em sintonia com a equipe da prefeitura, e que olha o cidadão”, ressalta Reinaldo Azambuja.

 

Investimentos aplicados na Capital nos últimos quatro anos e meio somam R$ 1 bilhão. Na área da saúde, a reestruturação do sistema resultou na abertura de 52 novos leitos. O Estado atuou diretamente na readequação no Hospital de Câncer Alfredo Abraão (HCAA); na ativação do Hospital do Trauma, após 20 anos de paralisações; e no aparelhamento dos hospitais Regional (HRMS) e São Julião. A Caravana da Saúde atendeu 100 mil pessoas e fez 200 mil procedimentos.

 

Na área de obras e infraestrutura, Campo Grande foi presenteada com importantes empreendimentos. Entre eles: o campus da Universidade Estadual (UEMS), a nova Avenida Euler de Azevedo, a nova rotatória das avenidas Mato Grosso e Nelly Martins (Via Parque) e o Poliesportivo do Jardim Canadá, na região da Vila Almeida. Também houve melhorias no Polo Industrial Miguel Letteriello e no Indubrasil. Na habitação, mais de cinco mil novas moradias foram garantidas pelo Governo.

 

Celulose já responde por 60% das exportações de industrializados de MS

A celulose já responde por quase 60% da receita de US$ 2,14 bilhões obtida com as exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul de janeiro a julho deste ano com um montante de US$ 1,26 bilhão, conforme levantamento do Radar Industrial da Fiems. Esse total é 13% maior que o registrado no mesmo período do ano passado, quando atingiu a marca de US$ 1,12 bilhão.

 

Na avaliação do coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, esse crescimento pode ser creditado ao aumento nas compras efetuadas pela China e Estados Unidos. “Esses dois países elevaram de forma substancial a aquisição de celulose, refletindo no aumento da receita desse grupo no total das exportações de produtos industrializados”, declarou.

 

Ele acrescenta que logo depois da celulose aparece a carne bovina com quase 26% a receita de US$ 2,14 bilhões obtida com as exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul de janeiro a julho deste ano com um montante de US$ 556,88 milhões. “Na prática, essa receita é 15% superior a do mesmo período do ano passado, quando chegou a US$ 485,38 milhões. A alta também é devido ao aumento das compras efetuadas por Hong Kong, Chile, Emirados Árabes Unidos, Irã, China, Arábia Saudita e Egito, respectivamente”, analisou.

 

Guerra comercial

 

No geral, o montante de US$ 2,14 bilhões obtido com as exportações de produtos industrializados de Mato Grosso do Sul de janeiro a julho deste ano é 5% maior em relação ao mesmo período do ano passado, quando somou US$ 2,04 bilhões. Apenas no mês de julho, as exportações de industrializados do Estado totalizaram US$ 322,95 milhões contra US$ 302,35 milhões de julho o ano passado, uma alta de 7%.

 

Para o economista, esse crescimento pode ser creditado à guerra comercial os Estados Unidos e China, o que deve perdurar durante todo este segundo semestre de 2019. “Não há dúvida de que essa briga entre essas duas potências econômicas está beneficiando o Brasil, principalmente com as vendas de carne bovina e de aves. Por hora, o nosso país só tem a ganhar com esse conflito”, garantiu.

 

Desempenho

 

Ezequiel Resende destaca que, quanto à participação relativa, no mês de julho, a indústria respondeu por 75% de toda a receita de exportação de Mato Grosso do Sul, enquanto no acumulado do ano a participação está em 70%. Ele acrescenta que, quanto ao desempenho, os grupos de maior destaque nas exportações de produtos industriais de Mato Grosso do Sul são: Celulose e Papel, Complexo Frigorífico, Extrativo Mineral, Óleos Vegetais, Couros e Peles e Açúcar e Etanol, que, somados, representaram 98% da receita total das vendas sul-mato-grossenses de industrializados ao exterior.

 

O grupo “Celulose e Papel” registrou nos sete primeiros meses deste ano receita de US$ 1,269 bilhão, um aumento de 13%, que foram obtidos quase que na totalidade com a venda da celulose (US$ 1,234 bilhão), tendo como principais compradores China, com US$ 750 milhões, Estados Unidos, com US$ 147,66 milhões, Itália, com US$ 96 milhões, Holanda, com US$ 88,86 milhões, Reino Unido, com US$ 29 milhões, Espanha, com US$ 22,71 milhões, e Coreia do Sul, com US$ 18,71 milhões.

 

Já no grupo “Complexo Frigorífico” a receita conseguida de janeiro a julho foi de US$ 556,88 milhões, um aumento de 15% em relação ao mesmo período do ano passado, sendo que 43,1% do total alcançado é oriundo das carnes desossadas de bovinos congeladas, que totalizaram US$ 239,80 milhões, tendo como principais compradores Hong Kong, com US$ 95,74 milhões, Chile, com US$ 81,91 milhões, Emirados Árabes Unidos, com US$ 57,83 milhões, Irã, com US$ 34,42 milhões, China, com US$ 32,78 milhões, Arábia Saudita, com US$ 30,18 milhões, Egito, com US$ 29,80 milhões, Japão, com US$ 22,37 milhões, e Uruguai, com US$ 20,77 milhões.

Candidatos do Concurso Bombeiros e PM têm até amanhã para interpor recurso

Nesta segunda-feira (12/08), a Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização (SAD) publicou editais que tratam sobre as filmagens e cronometragem individual da prova de corrida dos Concursos Públicos de Provas e Títulos do Corpo de Bombeiros Militar e da Polícia Militar.

 

Até  às 17h do dia 13 de agosto, o acesso às filmagens pertinentes ao Exame de Capacidade Física estará disponível na área do candidato no site www.fapems.org.br aos candidatos que as requereu.

 

O candidato poderá interpor recurso administrativo por discordância do resultado do Exame de Capacidade Física, no período entre às 8h do dia 12 de agosto e às 17h do dia 13 de agosto, também na área do candidato.

 

Os resultados dos recursos interpostos pelos candidatos serão publicados no Diário Oficial do Estado (DOE) e disponibilizado, via Internet, no site da organizadora do concurso. Para conferir os editais completos, acesse as páginas 39 a 42 da edição nº 9.962 do DOE.

 

Procuradoria-Geral inicia assinaturas dos Acordos Diretos em precatórios

Começaram nesta segunda-feira (12.8) as assinaturas dos primeiros termos de Acordos Diretos em precatórios do Governo do Estado, pela Procuradoria-Geral de Mato Grosso do Sul. A cerimônia foi realizada no gabinete da instituição.

 

Para a procuradora-Geral, Fabíola Marquetti Sanches Rahim, é um momento importante de muito trabalho e de entrega de resultados para a sociedade. “Hoje começamos uma nova etapa dos Acordos Diretos em precatórios. É a penúltima etapa antes dos cidadãos receberem o pagamento das dívidas. Diferente do ano passado, dessa vez, não esperamos terminar o processo de cálculos – feito pelo Tribunal de Justiça – para iniciarmos a chamada dos primeiros credores que aceitaram a proposta de pagamento”, afirmou.

 

De acordo com o procurador do Estado e chefe do setor da Procuradoria de Cumprimentos de Sentença e Precatórios, Eimar Sousa Schröder Rosa, o esforço de toda a equipe foi fundamental para o sucesso dos trabalhos. “Preciso registrar o empenho de todos os envolvidos para que este momento pudesse acontecer. Tivemos uma procura de credores para os acordos muito maior que nossa expectativa. Registramos 1.006 processos requeridos e já entramos em contato com mais de 40% para que possamos efetivar as assinaturas”, declarou.

 

Presente na cerimônia, o presidente da OAB/MS, Mansour Elias Karmouche, comentou sobre os resultados práticos da ação realizada. “O ato mais importante, principalmente para os advogados, é findar os processos e o Governo do Estado através da PGE está demonstrando de forma clara que tem compromisso. Tanto com a resolutividade – com as propostas de acordo com os credores e seus advogados – quanto o resultado prático que é, por exemplo, a diminuição de processos no Judiciário e o pagamento de fato das dívidas. O ato é louvável e a OAB/MS parabeniza e se dispõe sempre como parceira de ações desse tipo”.

 

Outro ponto importante, mencionado na ocasião pelo advogado Rogério Mendes, diz respeito ao incentivo da economia local. “Tenho clientes que esperam para receber há mais de 15 anos e o atual momento que o país passa financeiramente, ter a possibilidade de negociar de diversas formas e ter a certeza que vai receber do Estado é excelente. Isso reflete no dia a dia de todos, seja na área da saúde, do lazer, da própria economia. Os clientes realmente estão satisfeitos com o resultado alcançado”, disse.

 

A também advogada, Silvia Moura, complementou dizendo que os clientes realmente estão com grandes expectativas: “Nós que atendemos diversos clientes e que aderiram ao Acordo Direto sabemos o quanto eles estão ansiosos para poderem receber estes valores que serão muito bem vindos”.

 

Outro advogado presente no ato, Pedro Navarro, observou sobre a agilidade dos trâmites para a chegada deste momento. “A rapidez de todo o processo desde a abertura do edital até os cálculos do Tribunal de Justiça mostra o comprometimento das instituições envolvidas”, declarou.

 

Para finalizar, o advogado Milton Loureiro Filho, acrescentou que “Mato Grosso do Sul costuma ser pioneiro em diversos procedimentos da área jurídica. Esta parceria entre PGE, OAB/MS e Tribunal de Justiça mostra o empenho das instituições em colaborar com a sociedade para resultados efetivos”.

 

Da esq. para dir.: Procurador do Estado e chefe do setor da Procuradoria de Cumprimentos de Sentença e Precatórios, Eimar Schröder; procuradora-Geral, Fabíola Marquetti; e presidente da OAB/MS, Mansour Karmouche.

 

Atendimento Agendado

 

O atendimento em todas as unidades da PGE será feito, exclusivamente, com agendamento prévio. Para os credores – tanto da Capital quanto do interior – efetivarem a assinatura dos documentos é necessário que aguardem o e-mail da PGE, pois, para o melhor fluxo dos trabalhos serão atendidos somente aqueles que já tiverem com data e horário marcados.

 

Quem protocolizou os documentos em Campo Grande receberá uma notificação com o agendamento indicado para comparecer ao prédio da instituição, localizado na avenida Desembargador José Nunes da Cunha, s/nº Bloco IV Parque dos Poderes Governador Pedro Pedrossian e, assim, efetivar a assinatura dos documentos.

 

Quem fez o requerimento de Acordo Direto, no interior, por meio das Regionais da PGE, deve aguardar que também será comunicado a respeito da data e horário desta etapa dos trabalhos para comparecer ao local.

 

As sete Regionais da PGE são:

 

• Aquidauana – Rua: Estevão Alves Corrêa, 597, Agenfa;
• Corumbá – Rua: 15 de Novembro, 32;
• Coxim – Rua: Coronel Ponce, 127, Centro;
• Dourados – Rua: Joaquim Teixeira Alves, 1.616, Centro;
• Nova Andradina – Rua: Artur da Costa e Silva, 1.391;
• Ponta Porã – Rua 7 de Setembro, 311;
• Três Lagoas – Av. Capitão Olinto Mancine, 2.462, Erpe.

Campanha da Associação Comercial começa hoje e quer negociar R$ 1,5 milhão

A Associação Comercial e Industrial de Campo Grande (ACICG) realiza desta segunda-feira (12) ao dia 19 de agosto a primeira campanha de negociação de crédito voltada exclusivamente para clientes de instituições de ensino privadas. A ação, que acontece em sua sede, é realizada em parceria com o Sindicato dos Estabelecimentos de Ensino de Mato Grosso do Sul (SINEPE/MS), e tem o objetivo de recuperar mais R$ 1,5 milhão em mensalidades em atraso utilizando as ferramentas da Câmara de Mediação e Arbitragem – CBMAE/ACICG. Um método eficaz, amigável e com reconhecimento legal.

 

“A conciliação é uma forma de solução extrajudicial de controvérsias em que o terceiro conciliador exerce a tarefa não só de aproximar as partes desavindas, mas sugere e propõe soluções, esforçando-se para levá-las a um entendimento que ponha fim ao conflito com a negociação e recuperação do crédito para o empresário, além de, neste caso, a possibilidade de o aluno retomar suas atividades na instituição de ensino”, explica a analista jurídica da ACICG, Paola Nogueira.

 

Duas mil pessoas foram convidadas a negociar seus débitos.  “As escolas participantes selecionaram os clientes com quem querem negociar, e nós organizamos o evento. Os inadimplentes receberam carta, e-mail, telefonemas, mensagens de texto no celular convidando-os a comparecer na Associação Comercial no período da campanha, conforme agendamento de cada escola.  Mesmo quem não for convidado e tiver interesse em regularizar sua situação, pode procurar a ACICG na próxima semana, trazendo documentos pessoais e algum comprovante de vínculo com a instituição”, conta a gestora de projetos da ACICG, Letícia Ribeiro.

 

Dez instituições de ensino regular, técnico e superior estão participando e vão oferecer vantagens como descontos em multas, ou parcelamento estendido para a quitação do débito. São elas: Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), Centro Educacional Século XX, Sesc, Escola Sonho Meu, Colégio Referencial, Centro Educacional Fênix, Escola Visconde de Cairu, Libera Limes, Escola Edune e Centro de Ensino Tic e Tac.

 

 

Escala de atendimento


Hoje (12-08), a UCDB atenderá o público em dois turnos, das 8h às 12h e das 13h às 17h. A Escola Fênnix também estará presente apenas no período matutino. No segundo dia de evento participam o Sesc, com equipe disponível para o dia todo, e a escola Tic Tac, com atendimento pela manhã.

 

Na quarta-feira (14-08), das 8h às 12h, marcam presença o Colégio Referencial e o Centro Educacional Século XX. No dia seguinte (15-08), a manhã será dedicada às escolas Visconde de Cairu e Sonho Meu. Na sexta-feira (16-08) a negociação será feita exclusivamente com a Libera Limes. E no último dia da campanha (19-08) o atendimento é voltado à Escola Edune, das 8h às 17h.

 

 

 A ACICG está situada na Rua 15 de Novembro, 390, Centro. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (67) 3312-5063 / 3312-5041, WhatsApp (67) 99846-3135 / 99660-5033, ou pelo e-mail: comercial@acicg.com.br.

Fudect: empreendedores se reúnem para discutir novas formas de financiamento

A Fundect (Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado do Mato Grosso do Sul), órgão vinculado à Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), em parceria com o Sesi, Sebrae e Associação Comercial e Industrial de Três Lagoas, promove reunião com empresários e pessoas que queiram empreender e inovar, a participarem de uma roda de conversas na terça-feira (13) , em Três Lagoas.

 

O público alvo, será de comerciantes, empresários, instituições de apoio ao comércio e indústria, universidades, órgãos públicos, e pessoas que tenham boas ideias e necessitem de incentivos para inovar.

 

Na ocasião, a diretoria científica da Fundect apresentará as experiências de 7 empresas de Mato Grosso do Sul que participaram do Programa Tecnova, e divulgará novas oportunidades de financiamento e apoio a quem deseja impulsionar sua ideia ou seu negócio. Uma destas oportunidades é o Programa Centelha, que até o dia 25 de agosto recebe propostas de ideias inovadoras com potencial de se tornarem negócios de sucesso.

 

O Centelha visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no Brasil, oferecendo capacitações e recursos financeiros. Em Mato Grosso do Sul, serão selecionadas por meio de edital, 28 empresas que receberão financiamentos de até 60 mil reais, totalizando mais de 1,6 milhão em investimentos.

 

Participam do encontro, pesquisadores, empresários e empreendedores locais que irão compartilhar com os presentes como foram os seus processos de inovação. A ideia é promover uma roda de debates sobre as possibilidades de inovar e empreender na região de Três Lagoas.

 

Evento: Encontro com empreendedores e pessoas que queiram inovar em Três Lagoas e região.
Data: 13 de agosto – Terça-feira
Local: Centro Empresarial do SESI – Três Lagoas, Av. Angelina Tebet 807
Horário: A partir das 18h

PMA prende e autua caçador com 87 kg de carne de animais silvestres abatidos a tiros

Policiais Militares Ambientais de Naviraí receberam denúncias, de que um homem que praticara caça em uma fazenda estaria deslocando-se pela BR 163 com carne dos animais abatidos, em um veículo WV Amarok. Os Policiais deslocaram-se no sábado (10) para atender a denúncia e prenderam o caçador, com 87 kg de carne e linguiça de animais silvestres abatidos no veículo, na própria BR, na altura da cidade de Juti.

 

O infrator, que é arrendatário de uma propriedade rural, no município de Caarapó, afirmou ser carne de animal silvestre da espécie cateto e que ganhara de um amigo, o qual não quis identificar, porém, a PMA já recebera diversas denúncias, de que ele era caçador contumaz na propriedade que arrenda e por algumas vezes foram feitas diligências, mas até ontem não havia o encontrado caçando, ou com produto da caça.

 

Em alguns pedaços da carne dos animais era possível verificar marcas de tiros de arma de fogo. O veículo, a carne e linguiça foram apreendidos.

 

Marca de tiro na carne apreendida.

O infrator, residente em Pompéia (SP), foi autuado e multado em R$ 43 mil. Ele também foi encaminhado, juntamente com o material apreendido, à Delegacia de Polícia Civil de Juti e responderá por crime ambiental de transporte de produto ilegal da fauna e poderá pegar pena de seis meses a um ano e meio de detenção.