Mato Grosso do Sul apresenta, em julho, melhor resultado na abertura de empresas

A economia de Mato Grosso do Sul emite novos sinais de recuperação. Relatório da Jucems (Junta Comercial do Estado de Mato Grosso do Sul) mostra que o mês de julho apresentou o melhor resultado mensal de abertura de empresas desde 2013, com 757 novos processos. Na soma de janeiro e julho de 2019 foram registradas 4.196 novas empresas em todo o Estado, número só inferior ao ocorrido no mesmo período de 2013, ano em que a economia nacional viveu o melhor desempenho antes de entrar em crise.

 

As medidas de saneamento financeiro adotadas pelo Governo do Estado, aliadas a uma arrojada ofensiva para atração de investimentos, são apontadas pelo secretário de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar (Semagro), Jaime Verruck, como fatores decisivos para proteger Mato Grosso do Sul da crise nacional e conseguir melhora em muitos aspectos na economia.

 

“O governador Reinaldo Azambuja adiantou-se na adoção de medidas para corrigir as finanças do Estado, o que só agora o governo federal está fazendo com a Reforma da Previdência, com a MP 881. Além disso, temos um ambiente propício para os empresários interessados em investir. A política de incentivos, a localização estratégica, a logística favorável, nossa vocação para o agronegócio que continua em alta no mundo todo, temos todas essas condicionantes e o resultado vem na abertura de empresas, em postos de trabalho e no crescimento do PIB”, disse Verruck.

 

Jucems Digital

 

A modernização dos serviços da Jucems Digital é um fator importante e que favorece a economia do Estado nesse momento, destaca o presidente da Junta, Augusto Cesar Ferreira de Castro. “A digitalização agiliza os processos e contribui para o saldo positivo na abertura de empresas, tanto que tivemos 261 empresas abertas de forma automática de 8 a 31 de julho, quando o serviço passou a ser oferecido”.

 

A Jucems Digital está em atividade desde novembro do ano passado e permite que serviços como constituições, alterações, extinções e arquivamento de outros documentos de interesse do empresário – além de emissão de certidões – possam ser feitos de forma remota, pela Internet, a qualquer horário do dia. O sistema trouxe agilidade e simplicidade ao processo de abertura de empresas, um antigo gargalo que afetava o setor empresarial e que foi resolvido.

 

Setores

 

Na distribuição entre os setores da economia, a maioria das empresas abertas em julho (463) é prestadora de serviços, 258 são do ramo comercial e 36 indústrias. Na geografia, Campo Grande lidera a atração de novos empreendimentos com 339, seguida de Dourados com 77, Três Lagoas com 30 e Ponta Porã, 25.

Mato Grosso do Sul começa semana com tempo firme e máxima pode chegar a 36°C

A Semana será de tempo firme em Mato Grosso do Sul. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a previsão para esta segunda-feira (19.08) é de predomínio de sol com névoa seca em todas as áreas e não há expectativa de chuva.

 

Os índices de umidade relativa do ar seguem em níveis críticos. O dia começa com umidade em 90%, porém conforme a temperatura sobe, a umidade diminui, e pode chegar na casa dos 20%, considerado estado de alerta pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

 

Os termômetros podem registrar temperaturas entre 16°C e 36°C. Na Capital a mínima fica nos 22°C e a máxima será de 32°C. Confira a previsão para as alguns municípios do Estado no mapa.

 

 

Frente fria

 

O Centro de Monitoramento do Clima e do Tempo (Cemtec), indica a chegada de uma nova frente fria a partir desta terça-feira (20.08), que pode causar uma leve queda nas temperaturas nas regiões sudoeste e sul.

 

Empresários lançam Black Friday Fronteira e prometem descontos de até 50%

Com promoções que podem chegar até 50%, a 8ª. edição da Black Friday Fronteira foi lançada na sexta-feira (16/08) com a presença de representantes do comércio de Pedro Juan Caballero, Ponta Porã e Campo Grande, no auditório do Senac Turismo e Gastronomia, na capital.

 

A Black Friday Fronteira será realizada nas cidades de Ponta Porã, no Brasil, e Pedro Juan Caballero, no Paraguai, com adesão de mais de 150 lojas dos dois países. A ação será realizada nos dias 5, 6, 7 e 8 de setembro no Paraguai, e do lado brasileiro entre os dias 5 e 7 de setembro.

 

O presidente do Sistema Comércio Mato Grosso do Sul, Edison Araújo, afirmou que o incentivo a esse tipo de evento deve ser constante, pois com a vinda de turistas entre as cidades da fronteira e, consequentemente, todo o comércio que está no percurso até a região recebe visitante. “Devemos lembrar que na última edição, os hotéis de Ponta Porã ficaram lotados e houve um incremento de mais de R$ 50 milhões de dólares durante os dias da campanha, sendo a amostragem do IPF-MS”.

 

O presidente da Câmara de Indústria, Comércio Turismo e Serviços de Pedro Juan Caballero, Alejandro Benitez Aranha, afirma que mesmo com o dólar alto, os preços estarão atrativos. “Além dos empresários terem diminuído a margem de lucro, os valores dos produtos estão valendo a pena por causa dos incentivos fiscais. Há um regime especial para as vendas aos turistas”.

 

Um exemplo é o valor de um JBL 23 estará por R$ 200,00, em média, enquanto no Brasil o preço praticado é de R$ 369,00. Um drone modelo Magic Pro que custa R$ 5.800,00 aqui no Brasil, durante a Black Friday será vendido, em média, por R$ 3.900,00. “Os empresários abraçaram a ideia da promoção e aqueles que praticaram fraudes nos preços foram excluídos da campanha”, afirma Alejandro.

 

A 8ª Edição da Black Friday Fronteira é uma promoção da Câmara de Indústria, Comércio, Turismo e Serviço de Pedro Juan Caballero – PY e Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã, com o apoio da Fecomércio- MS.

IFMS: Festival de Arte e Cultura será promovido em nove municípios

O Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS) realiza neste semestre a 4ª edição do Festival de Arte e Cultura, evento de extensão que visa estimular atividades e manifestações artísticas e culturais, e que ocorrerá entre setembro e novembro em Aquidauana, Campo Grande, Corumbá (foto), Coxim, Dourados, Jardim, Naviraí, Nova Andradina e Ponta Porã.

 

A programação é variada e abrange atividades relacionadas à música, literatura, teatro, fotografia e cinema, como oficinas, minicursos, apresentações, saraus, exposições, visitas técnicas e concursos culturais, entre outras. Todas são gratuitas e abertas à comunidade.

 

A programação completa do evento em cada município será divulgada em breve. As datas previstas de realização estão dispostas na tabela ao final deste texto.

 

Festival de Arte e Cultura

 

Coordenado localmente por servidores de cada campus do IFMS, o evento é organizado anualmente pela Pró-Reitoria de Extensão (Proex).

 

Este será o quarto ano de realização do festival que busca estimular o desenvolvimento de atividades culturais e artísticas, além de incentivar a circulação da produção artística e cultural como meio de promoção do desenvolvimento social, e despertar o interesse da comunidade externa para as ações desenvolvidas na instituição.

 

O apoio institucional para realização do evento neste ano ultrapassa R$ 55 mil, montante concedido via Programa Institucional de Incentivo ao Ensino, Extensão, Pesquisa e Inovação (Piepi).

 

O resultado final do edital de fomento, com o valor destinado a cada campus, está disponível na Central de Seleção.

 

Na página do Festival de Arte e Cultura é possível conferir informações e fotos das edições anteriores.

 

Previsão de realização do Festival de Arte e Cultura 2019

 

Município

Data de realização prevista*

Aquidauana

04 a 08 de novembro

Campo Grande

05 a 07 de novembro

Corumbá

12 a 15 de novembro

Coxim

02 a 04 de outubro

Dourados

06 e 07 de novembro

Jardim

27 a 30 de novembro

Naviraí

30 de setembro a 03 de outubro

Nova Andradina

25 a 27 de novembro

Ponta Porã

17 a 20 de setembro

*As datas de realização do evento podem ser alteradas pelos campi.

Caixa Econômica e Banco do Brasil iniciam hoje pagamento de cotas do PIS/Pasep

Quem trabalhou com carteira assinada entre 1971 e 4 de outubro de 1988 começa a receber hoje (19) as cotas do Programa de Integração Social (PIS) e do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep). A Caixa Econômica Federal, que administra o PIS, e o Banco do Brasil (BB), que administra o Pasep, começam a depositar o dinheiro nas contas dos correntistas das duas instituições.

 

Os demais cotistas poderão fazer os resgates conforme calendário divulgado pela Caixa e o Banco do Brasil. Segundo a Medida Provisória (MP) 889/2019, os recursos do fundo ficarão disponíveis para todos os cotistas, sem limite de idade. Diferentemente dos saques anteriores, agora não há prazo final para a retirada do dinheiro.

 

A MP facilita o saque por herdeiros, que passarão a ter acesso simplificado aos recursos. Eles terão apenas de apresentar declaração de consenso entre as partes e a declaração de que não existem outros herdeiros conhecidos.

 

PIS

Tabela do PIS
Tabela do PIS – Arte/EBC

Segundo a Caixa, 10,4 milhões de trabalhadores terão direito ao saque das cotas do PIS. O pagamento deve injetar até R$ 18,3 bilhões na economia brasileira. Hoje, o crédito automático será feito apenas para quem tem conta corrente ou poupança no banco. Em 26 de agosto, será a vez de os cotistas a partir de 60 anos poderem sacar. O pagamento aos trabalhadores com até 59 anos começará em 2 de setembro.

 

O saque de até R$ 3 mil poderá ser feito nas lotéricas, correspondentes Caixa Aqui e nos terminais de autoatendimento, utilizando o cartão Cidadão, com senha. Outra opção é nas agências da Caixa. Acima de R$ 3 mil, somente nas agências da Caixa.

 

O PIS atende aos trabalhadores da iniciativa privada. Para saber se tem direito às cotas do fundo, o correntista deve consultar o endereço www.caixa.gov.br/cotaspis.

 

Pasep

Tabela do Pasep
Tabela do Pasep – Arte EBC

 

 

No caso do Pasep, administrado pelo Banco do Brasil, estão disponíveis para saque R$ 4,5 bilhões pertencentes a 1,522 milhão de cotistas. Cerca de 30 mil participantes receberão automaticamente o dinheiro hoje. O Pasep atende a servidores públicos, militares e trabalhadores de empresas estatais.

 

Os cotistas clientes de outras instituições financeiras, com saldo de até R$ 5 mil, poderão transferir o saldo da cota por meio de Transferência Eletrônica de Documento (TED), sem nenhum custo, a partir de 20 de agosto. Os demais cotistas, assim como herdeiros e portadores de procuração legal, poderão realizar os saques diretamente nas agências do BB, a partir de 22 de agosto.

 

A opção de transferência oferecida pelo BB pode ser feita tanto pela internet, no endereço eletrônico www.bb.com.br/pasep, quanto pelos terminais de autoatendimento. O cotista ainda pode obter informações por meio da Central de Atendimento BB, pelos telefones 4004-0001 (capitais e regiões metropolitanas) ou 0800-729-0001 (demais localidades).

 

Fonte: Agência Brasil