Células imunológicas da mama ajudam a manter o tecido mamário saudável

Por Tiago Varella – Um grupo de pesquisadores da Austrália descobriu um novo tipo de célula imunológica que mantém o tecido mamário saudável ao regular os ductos da mama, canais por onde passa o leite materno e onde costuma haver grande incidência de tumor. A célula estudada, chamada de macrófago ductal, faz uma força-tarefa para eliminar as células mortas produtoras de leite que precisam ser exterminadas depois do período de aleitamento.

 

Embora o estudo ainda não seja conclusivo, Silvio Bromberg, mastologista do Hospital Israelita Albert Einstein, considera a possibilidade de as células imunológicas serem utilizadas futuramente para o tratamento de câncer de mama, já que elas auxiliam na eliminação das células tumorais.

 

“O efeito do sistema imune no câncer é o resultado de uma interação complexa de células e mediadores químicos com atividade antitumoral. Na fase de eliminação, o sistema imune inato e o adaptativo trabalham em conjunto para detectar a presença do tumor em desenvolvimento e destruí-lo, antes deste se tornar clinicamente aparente”, explica o especialista.

 

As substâncias secretadas pelas células cancerígenas atraem mais macrófagos que se encarregam de matar essas estruturas celulares responsáveis pelo desenvolvimento de tumores e ativam a produção de anticorpos que levam à resposta imune adaptativa.

 

Entretanto, a mama não é a única parte do organismo humano a apresentar macrófagos. Vale lembrar que cérebro, fígado, pulmão, pele e intestino também são constituídos de células imunes que participam na regulação das infecções nesses órgãos.

 

Fonte: Agência Einstein

Foto: EBC

 

Já para a cama!

Por Nicola Ferreira – O sono é um momento importante fundamental para o desenvolvimento adequado das crianças. Enquanto domem, elas absorvem os aprendizados do dia e que o hormônio do crescimento está sendo liberado. Contudo, muitos pais encontram dificuldades para colocar os pequenos na cama, resultando em quantidade ou qualidade de sono insuficientes. Nos últimos anos, a ciência tem mostrado que o problema traz sérios prejuízos à saúde, e desde o começo da vida. Um dos efeitos é o aumento no risco de sobrepeso em crianças.

 

Uma nova pesquisa comprovou essa relação. O estudo contou com a participação de crianças de 1 a 6 anos de idade e foram utilizados dados como peso, altura e tamanho da cintura. Os pesquisadores observaram que aquelas que dormiam depois das nove horas da noite tinham um quadril maior e um índice de massa corporal (IMC) acima do que ideal. Os dados foram analisados por meio de rastreadores colocados no pulso dos participantes.

 

“Não é só dormir tarde.  É dormir pouco”, afirma a neuropediatra Letícia Soster, do Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo. Há dois mecanismos pelos quais o déficit ou a qualidade do sono interferem no acúmulo de peso. “Quando dormimos menos, sentimos mais cansaço, irritação. Em geral, procuramos compensar isso ingerindo alimentos mais calóricos como carboidratos e açúcares, que dão energia e aliviam o cansaço”, explica a médica. Quimicamente, a resposta para a relação é a de que, quando dormirmos pouco ou mal, há um desequilíbrio na produção de leptina e grelina, hormônios que dão a sensação de saciedade e de fome respectivamente. A leptina cai e a grelina, sobe.

 

Colocando a criança para dormir 

 

Um dos motivos para as crianças estarem dormindo cada vez mais tarde é a rotina intensa de muitos pais, o que adia a convivência com os filhos para mais tarde, e o uso intenso de celulares e outros apetrechos tecnológicos. Além da estimulação permanente, sem pausa para o descanso mental, a luz emitida pelo aparelho afeta a percepção do horário pelos mecanismos do relógio biológico.

 

À longo prazo, há redução de hormônios como a melatonina (que prepara o corpo para o sono), leptina, GH (do crescimento) e cortisol (associado à estabilidade emocional e ao controle de inflamações). “O ato de adormecer precisa ser feito com tranquilidade e ensinado aos poucos até que a criança consiga executá-lo sozinha”, afirma a neuropediatra do Einstein.

 

Adotar desde cedo a chamada higiene do sono é o correto. Entre outras medidas, ela prevê o estabelecimento de limite de horário para o uso de aparelhos eletrônicos e de uma rotina na qual o horário do sono seja sempre mantido. Além disso, também é importante garantir um ambiente tranquilo, com pouca luz e barulho, assim que começa o anoitecer.

 

Fonte: Agência Einstein

 

Boletim da pandemia: Mato Grosso do Sul registra mais 94 casos positivos e passa para 1.356 pacientes com coronavírus

Com mais 94 exames positivos para coronavírus (Covid-19) nas ultimas 24 horas, o número de casos confirmados da doença no Estado chega a 1.356. As informações foram apresentadas nesta sexta-feira (29.05) em coletiva de imprensa online com autoridades do Governo do Estado.

 

Dos 1.356 casos confirmados, 823 estão em isolamento domiciliar, 451 estão sem sintomas e já estão recuperados. 65 estão internados, sendo 23 em hospitais públicos e 42 em hospitais privados. Um paciente internado é procedente de fora do Estado. Foram registrados 18 óbitos.

 

Desde o dia 25 de janeiro, foram registradas 10.554 notificações de casos suspeitos da coronavírus em Mato Grosso do Sul. Destes, 8.076 foram descartados após os exames darem negativo para Covid-19 e 21 foram excluídos por não se encaixarem na definição de caso suspeito do Ministério da Saúde. 385 exames aguardam resultado do Lacen. 737 casos foram notificados e não foram encerrados pelos municípios.

 

Os dados publicados a partir de 19 de maio têm como fonte de dado o sistema de informações oficiais SIVEP Gripe e E-SUS VE. Esses dados são alimentados pelos municípios. Os dados estão sujeitos a alteração pelos municípios nos sistemas de informação oficial.

 

Os 385 casos suspeitos em investigação tiveram as amostras encaminhadas para o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen/MS), onde será feito o exame para nove tipos de vírus respiratórios, incluindo influenza e Coronavírus. O Lacen/MS realiza os exames para Covid-19 em Mato Grosso do Sul. Os resultados ficam prontos entre 24h a 72 horas, após o recebimento das amostras.

 

A Secretaria de Estado de Saúde publica o boletim epidemiológico referente às notificações de casos suspeitos de coronavírus (Covid-19) diariamente. As informações divulgadas pela Secretaria são os dados oficiais consolidados do Estado que são repassados ao Ministério da Saúde.

Mato Grosso do Sul está em alerta para tempo seco e baixa umidade relativa do ar

Mato Grosso do Sul está em alerta para baixa umidade relativa do ar, variando entre 30% e 20%, conforme aviso do Instituto Nacional de Meteorologia publicado nesta sexta-feira (29/5). Segundo especialistas, essa condição climática pode trazer riscos à saúde humana, provocando o surgimento de sintomas de doenças respiratórias, como bronquite, asma e rinite.

 

Em tempo de pandemia de coronavírus, o tempo seco pode ainda aumentar as notificações de Covid-19, explicou a gerente técnica de Influenza e Vírus Respiratórios da Secretaria de Estado de Saúde (SES), Lívia de Mello Almeida Maziero.

 

“Nessa época do ano o clima é favorável para a circulação de vírus respiratórios. As pessoas ficam mais suscetíveis às infecções e todo sintoma respiratório acaba gerando suspeitas de Covid-19. Por isso o aumento das notificações”, explica.

 

Com alerta válido para todo o MS, a orientação às pessoas é clara: beba bastante líquido; evite desgaste físico nas horas mais secas; e não se exponha ao sol nas horas mais quentes do dia. “Use máscara e não fique em locais fechados ou com aglomeração”, completa Lívia.

 

Para a Organização Mundial de Saúde (OMS), o índice ideal da umidade relativa do ar varia entre 50% e 80%.

Presidente Jair Bolsonaro diz que auxílio emergencial terá quarta parcela; novo valor está em discussão no governo

O presidente Jair Bolsonaro afirmou ontem (28) que o governo deve propor uma quarta parcela do auxílio emergencial, atualmente em R$ 600, mas que o valor ainda está em estudo pelo governo, que poderá reduzi-lo.

 

“Nós já estudamos uma quarta parcela com o Paulo Guedes. Está definindo o valor, para ter uma transição gradativa e que a gente espera que a economia volte a funcionar”, afirmou o presidente durante sua live semanal, transmitida pelas redes sociais.

 

O auxílio emergencial prevê o pagamento de três parcelas de R$ 600 para trabalhadores informais, integrantes do Bolsa Família e pessoas de baixa renda. De acordo com a Caixa Econômica Federal, cerca de 59 milhões de pessoas já receberam o benefício. Cada parcela do auxílio emergencial custa aos cofres públicas cerca de R$ 48 bilhões.

 

Mais cedo, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu a permanência por mais tempo do pagamento do auxílio emergencial, mantendo-se o valor de R$ 600.

 

Carteira verde e amarela

 

Bolsonaro disse que, após a pandemia da covid-19, uma das prioridades do governo, na área econômica, será a retomada do projeto da chamada Carteira de Trabalho Verde e Amarela, programa do governo que flexibiliza direitos trabalhistas como forma de facilitar novas contratações. Segundo o presidente, o assunto está sendo tratado com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

 

“O Paulo Guedes quer dar uma flexibilizada para facilitar a empregabilidade. A gente vai precisar disso, não adianta falar que tem todos o direitos e não ter emprego pela frente. Só tem uma maneira: desonerar, descomplicar, simplificar a questão trabalhista”, afirmou.

 

A Medida Provisória 905, que criou o Programa Verde Amarelo, para facilitar a contratação de jovens entre 18 a 29 anos, perdeu a validade antes de ser aprovada pelo Congresso, em abril.

 

Privatizações

 

Sobre privatizações de estatais, o presidente disse que o governo esperar avançar com essa agenda após o fim da pandemia, mas ressaltou as dificuldades para aprovação no Parlamento.

 

“Estamos sim buscando privatizar muita coisa, mas não é fácil. Tem empresas que obrigatoriamente passam pelo Congresso, vai ter reação”, disse. Uma das empresas que Bolsonaro disse que será privatizada são os Correios.

 

Apesar de querer acelerar as privatizações, o presidente afirmou que algumas estatais, consideradas estratégicas, não vão ser vendidas, e citou nominalmente os casos do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal, o “núcleo” da Petrobras e a Casa da Moeda.

 

Fonte: Agência Brasil

Vereadores votam na terça projeto sobre inovação no setor da construção

Os vereadores da Câmara Municipal de Campo Grande votam, na sessão ordinária de terça-feira (2 de junho), em primeira discussão, o Projeto de Lei 9603/19, de autoria do vereador André Salineiro. A proposta dispõe sobre a estratégia municipal de disseminação do Building Information Modelling (BIM) ou Modelagem de Informação, com a finalidade de promover um ambiente adequado ao investimento e a sua difusão no município de Campo Grande. A sessão pode ser acompanhada ao vivo pelo Facebook da Casa de Leis www.facebook.com/camaracgms.

 

Conforme o projeto, o BIM trata de um conjunto de tecnologias e processos integrados que permitem a criação, a utilização e a atualização de modelos digitais de uma construção, de modo colaborativo, de forma a servir potencialmente a todos os participantes do empreendimento, durante todo o ciclo de vida da construção.

 

Em 2018, o Governo Federal lançou a Estratégia Nacional de Disseminação do BIM – Estratégia BIM BR, visando incentivar o desenvolvimento do setor de construção e propiciar mais economicidade para as compras públicas e maior transparência aos processos licitatórios. A proposta busca que Campo Grande também adote esse método inovador, de forma pioneira.

Caixa Econômica conclui pagamento da 1ª parcela do auxílio a novos aprovados

A Caixa Econômica Federal disponibiliza hoje (29) o saque em dinheiro para mais um lote de beneficiários do auxílio emergencial. O escalonamento é feito de acordo com a data de nascimento do trabalhador ou do número de inscrição do Bolsa Família. Assim, 600 mil novos aprovados no programa, nascidos em dezembro, poderão sacar a primeira parcela e 1,9 milhão de beneficiários do Bolsa Família poderão fazer o saque da segunda parcela.

 

Segundo o banco, mesmo após o encerramento do calendário de pagamento, os valores do auxílio continuarão disponíveis para recebimento em espécie.

 

Em razão dos impactos econômicos da pandemia de covid-19, o auxílio emergencial, de três parcelas de RS 600, está sendo pago a trabalhadores informais, microempreendedores individuais, autônomos, desempregados, integrantes do Bolsa Família e pessoas de baixa renda. De acordo com a Caixa, 57,9 milhões de pessoas já receberam o benefício.

 

Amanhã (30), o banco começa o pagamento em espécie da segunda parcela para os trabalhadores que receberam a primeira parcela até 30 de abril. A partir desta data, também será possível a transferência do benefício para contas da Caixa ou de outros bancos.

 

Mais de 2,2 mil agências da Caixa estarão abertas neste sábado, das 8h às 12h, para receber os beneficiários nascidos em janeiro e que queiram fazer o saque em espécie do benefício. Essa etapa vai até 13 de junho, quando os nascidos em dezembro poderão receber o auxílio em dinheiro.

 

A Caixa lembra que não é preciso madrugar nas filas. Todas as pessoas que chegarem às agências durante o horário de funcionamento, das 8h às 12h, serão atendidas. Elas vão receber senhas e, mesmo com as unidades fechando às 12h, o atendimento continua até o último cliente.

 

O banco explica que o beneficiário não precisa sacar o auxílio para usar o dinheiro. O aplicativo Caixa Tem possibilita ao cidadão fazer transferências bancárias e pagar contas, como água, luz e telefone. Além disso, o aplicativo disponibiliza gratuitamente o cartão de débito virtual Caixa para fazer compras pela internet, aplicativos e sites. O cartão também é aceito em maquininhas autorizadas com a funcionalidade do cartão virtual de débito.

 

A partir desta sexta-feira, a Caixa está liberando uma atualização do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento por meio de código QR (uma forma mais avançada do código de barras que pode ser lido por câmeras de celulares). Assim, os beneficiários poderão pagar compras por meio do celular em estabelecimentos comerciais com maquininhas da bandeira Elo. Empresas de maquininhas de outras bandeiras poderão aderir livremente à novidade.

 

Fonte: Agência Brasil

Ex-presidente do Barcelona quer jogador Neymar novamente na Catalunha

Messi, Cristiano Ronaldo ou Neymar? Quem é o melhor jogador do mundo? Para o ex-presidente do Barcelona, Sandro Rosell, a resposta é Messi. Logo em seguida, vem o craque brasileiro. Em entrevista ao programa El Partidazo, da rádio espanhola Cope Madrid, Rosell afirma que, se fosse o atual mandatário do clube catalão, tentaria “repatriar” Neymar.

“Se eu fosse o presidente do Barcelona tentaria contratá-lo. Eu gosto muito dele, pra mim é o melhor jogador do mundo depois de Messi. Acho que é um jogador que encaixa perfeitamente com a filosofia do clube.

 

Neymar vem ganhando destaque nas páginas da imprensa europeia por, supostamente, ter negado a proposta de redução de seu salário. Isto poderia ser uma forma de pressionar o PSG a iniciar uma nova negociação com brasileiro para que ele possa retornar à Catalunha.

 

Apesar do encanto por tudo que o brasileiro faz dentro de campo, Sandro Rosell admitiu que faria um acordo especial com Neymar.

 

“Agora, com experiência, contrataria, mas com dois contratos:  um esportivo e outro de comportamento”.

 

Sandro Rosell foi presidente do Barcelona entre os anos de 2010 e 2014. Ele renunciou ao cargo em janeiro de 2014, justamente após ter sido acusado de fraude fiscal na contratação de Neymar. Rosell foi inocentado depois de acordo com a Justiça para que o clube catalão assumisse a pena como pessoa jurídica.

 

Em maio de 2017, Sandro Rosell foi detido acusado de lavagem de dinheiro em venda de direitos televisivos da Seleção Brasileira. Na ocasião, ele era presidente da Alianto Marketing, antes de assumir a direção do Barcelona. Rosell passou 645 dias em prisão preventiva até ser absolvido em abril de 2019.

 

Sandro Rosell lançou o livro “Um forte abraço: seiscentos e quarenta e cinco dias e noites”, relatando seu período na prisão. Em entrevista rádio Cope Madrid, perguntado se todos deveriam passar por uma experiência na prisão, o ex-presidente do Barcelona respondeu.

 

“Sobretudo quem manda as pessoas à prisão. Assim se dariam conta de que, às vezes, antes de tomar esta decisão, tem que se pensar muito. Apesar de ser uma experiência vital e que você se descobre e se redescobre, inclusive em sua parte espiritual que você não conhecia, tem experiências que não teria se não estivesse na prisão, é um lugar ruim. Não se pode definir que seja um lugar bom, não é verdade. Quando te privam de sua liberdade, é ruim. Ninguém pode dizer que é um lugar bom, isto é impossível”.

 

No âmbito esportivo, além de falar sobre Neymar, Rosell afirmou que não pagaria 111 milhões de euros por Lautaro Martínez e, se fosse presidente do Barcelona, tentaria fazer uma troca por dois jogadores do time catalão.

 

Fonte: Agência Brasil

Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Semana Estadual do Leite começa domingo com programação virtual

A tradicional Semana Estadual do Leite, realizada anualmente para comemorar o Dia Mundial do Leite em 1º de junho com um conjunto de ações que buscam chamar a atenção para relevância do consumo da bebida, produtos ofertados e desafios da cadeia, este ano terá um formato diferenciado. Diante da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), a solução foi organizar uma programação toda online com atividades que começam neste domingo (31/05) e prosseguem até o próximo dia 7 de junho.

 

A Semana do Leite contará com lives com diversas palestras, desde a conjuntura estadual e indicadores da cadeia produtiva, debates sobre a sanidade e gestão na bovinocultura de leite até cursos, lançamento de música e aula de culinária. Os interessados podem assistir tudo pelas redes sociais do deputado estadual Renato Câmara, coordenador da Frente Parlamentar do Leite da Assembleia Legislativa, e da Semagro (Secretaria Estadual de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar).

 

Segundo a presidente do Silems (Sindicato das Indústrias Laticínias de Mato Grosso do Sul), Milene Nantes, o grande diferencial deste ano, além da programação online, é a campanha “Mais que doação, um ato de amor pela vida”, que busca arrecadas leite pasteurizado para ser doado a famílias em situação de vulnerabilidade social.

 

“Foi uma mobilização dos produtores, que doaram parte da produção e alguns laticínios estão fazendo gratuitamente o processo de pasteurização e de envase desse leite. Quem também quiser ajudar, pode comprar e entregar nos nossos postos de coleta nas unidades do Comper da Capital”, afirmou a líder empresarial Milene Nantes.

 

Ainda conforme a presidente do Silems, a ideia esse ano é mostrar a força do setor do leite para contribuir com a sociedade. “Geralmente aproveitamos esse momento para apresentar ao governo as principais demandas de produtores e indústrias, mas acreditamos que nessa situação de pandemia, também devemos colocar nossos esforços para ajudar quem mais precisa”, ressaltou.

 

Para o deputado estadual Renato Câmara, o evento é uma grande oportunidade para dar visibilidade à atividade leiteira em Mato Grosso Sul na busca por novos mercados, além de representar um importante avanço nas ações de discussão e execução de políticas públicas e privadas relacionadas à produção, industrialização e comercialização do leite e seus derivados.

 

“Qualquer política pública que fortaleça a produção leiteira, especialmente na agricultura familiar, somente terá sucesso se todos nós remarmos para o mesmo lado. É importante defender os interesses dos produtores, compatibilizando com a indústria e o mercado”, finalizou o parlamentar.

 

Confira a programação das lives da Semana Estadual do Leite:

 

31/05 | Domingo

16 horas – Shows com Rafha e Leo, Luis Fernando e Zé Miguel e Cléber e Fernando (Batô) e aula de culinária com o chef Daniel Barbosa

02/06 | Terça-feira

18 horas – Live sobre conjuntura estadual e indicadores do ATeG – Leite no MS e sobre sanidade e gestão na bovinocultura de leite

03/06 | Quarta-feira

18 horas – Live com palestra sobre utilização de aditivos na silagem de Capiaçu

04/06 | Quinta-feira

18 horas- Live sobre organização de grupos

05/06 | Sexta-feira

18 horas – Live sobre benefícios lácteos

07/06 | Domingo

18 horas – Live de culinária com o deputado Renato Câmara

Leia mais no site www.fiems.com.br ou pelo link http://www.fiems.com.br/noticias/com-apoio-da-industria-laticinia-semana-do-leite-comeca-domingo-com-programacao-virtual/31732