Juiz de Campo Grande faz videoconferência com acusados do RJ e de Miami

Nesta quarta-feira (6), o juiz Wilson Leite Corrêa, da 4ª Vara Criminal da Capital, utilizou a videoconferência para realizar uma audiência na qual foram interrogados dois réus simultaneamente: um no Rio de Janeiro e outro em Miami (EUA).
De acordo com o processo nº 0053366-92.2010.8.12.0001, os dois réus são irmãos e são acusados de praticar estelionato ao adquirir de um casal uma sociedade comercial por R$ 360.000,00, pagando a primeira parcela com um veículo.
Contudo, segundo a denúncia, seis dias depois da compra do estabelecimento, dolosamente, os denunciados teriam arquitetado a transferência da empresa diretamente das vítimas para terceira pessoa, inclusive teriam apresentado às vítimas o indivíduo como sendo seu padrasto e, com isso, ludibriando-as para anuírem a transmissão da empresa.
Para o juiz, a celeridade com a utilização da ferramenta eletrônica foi muito importante porque a partir de agora o processo está pronto para apresentação das alegações finas das partes e, em seguida, para a sentença.
“No caso de Miami, por exemplo, se não fosse a videoconferência, teríamos que expedir uma carta rogatória, que precisaria ser traduzida e isso tem um alto custo, e que levaria cerca de três anos ou mais para ser cumprida e retornar ao processo. Com as audiências realizadas desta forma poderemos dar uma resposta mais rápida ao processo”, explicou Wilson.

Esportes