Brasil sediou mais de 3,8 mil feiras que promoveram o turismo de negócios

 

O Brasil recebeu 3.865 feiras e eventos de 37 segmentos da economia. É o que aponta um levantamento realizado e divulgado recentemente pelo portal Feiras do Brasil. Ao todo, 397 cidades sediaram estes encontros que movimentaram o turismo de negócios em território nacional. Os destaques foram para a cidade de São Paulo (SP), que recebeu quase metade deste total (1.541), seguida por Rio de Janeiro (RJ), com 260; Brasília (DF), com 148 e Belo Horizonte (MG), com 117 feiras e eventos.

 

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, pontuou que o turismo de negócios é de suma importância para toda a recuperação do setor. “Temos neste tipo de turismo um dos segmentos que mais movimentam a economia dos municípios brasileiros. O avanço da vacinação no país, aliado à adoção de protocolos sanitários contra a Covid-19 e a utilização de ferramentas tecnológicas que possibilitaram, em alguns casos, formatos híbridos, conseguimos retomar este importante segmento para o turismo e para a economia do nosso país” destacou.

 

De acordo com o portal, os segmentos Agropecuários, Comercial e Industrial e o de Saúde (Tecnologia, Equipamentos e Pesquisa) foram os que mais motivaram eventos no ano passado. Ainda no topo da lista, as feiras de gestão empresarial e de recursos humanos e de Empreendedorismo, Negócios e Franquias também se sobressaíram no quantitativo final.

 

Para a Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas (Abracorp), as viagens corporativas movimentavam, em novembro de 2021, 70% do faturamento pré-pandemia. Ainda segundo a agência, o segmento havia faturado R$ 453,4 milhões, um aumento de 96% em relação ao mesmo período do ano passado e de 16%, quando comparado ao mês de agosto. De acordo com a Abracorp, “a vacinação contra a Covid-19, a ampliação da oferta de voos e, principalmente a confiança do viajante foram fatores decisivos para alcançar o resultado”.

 

TURISMO DE NEGÓCIOS –

 

Em 2019, o estudo de demanda turística internacional do MTur apontou que o turismo de negócios foi o segundo principal motivo da vinda de estrangeiros para o Brasil. Do número total, 15,4% visitaram o país com esta finalidade. Entre os destinos mais procurados estão São Paulo (49,2%), Rio de Janeiro (19,1%), Curitiba (4,8%), Porto Alegre (3,4%) e Brasília (3,2%). O gasto médio per capita, por dia, desses viajantes foi de US$ 77,39.

POLÍTICA