Estudos mostram que Coxim tem potencial para se transformar em novo polo da soja

 

Coxim, norte de Mato Grosso do Sul, pode se tornar mais um polo de plantio de soja. Estudos sobre essa viabilidade foram apresentados, na última quarta-feira (18), pela Aprosoja/MS. Sob a coordenação técnica de Gabriel Balta, a análise se mostrou importante  para compreender as potencialidades e desafios do cultivo da leguminosa no município e na região norte.

 

 

O município de Coxim tem despontado como um polo promissor para o plantio de soja. Excluindo a região pantaneira, o município apresenta duas áreas distintas, divididas pela BR-163, onde foram realizados os estudos técnicos. Atualmente, Coxim conta com 14.834 hectares de área plantada de soja, representando 2,3% de sua área total de 64.909 hectares.

 

Gabriel Balta – Aprosoja/MS

 

Uma comparação histórica revela crescimento significativo na produção de soja em Coxim. Na safra de 2015/2016, foram plantados 11.099 hectares, resultando em 34.600 toneladas de grãos. Já na safra 2022/2023, esse número saltou para impressionantes 53.575 toneladas. O município viu sua capacidade de armazenamento de grãos crescer exponencialmente, passando de 30.752 toneladas em 2012 para mais de 140 mil toneladas em 2023, um aumento de 60% em relação à produção anual.

 

 

O prefeito Edilson Magro tem intensificado o incentivo para a produção de soja.Segundo ele, o cultivo, aliado à agricultura, tem o potencial de trazer transformações econômicas significativas para o município.

 

Paralelamente aos estudos da Aprosoja/MS, um projeto pioneiro para o plantio de soja em Coxim foi iniciado em parceria entre a Prefeitura Municipal, a Fundação Chapadão, Agraer e a Semadesc/Governo do Estado de Mato Grosso do Sul. O campo experimental, localizado na Fazenda Renascer, a 40 km do município e de propriedade de Rafael Gratão, presidente da Associação do Novilho Precoce, tem como objetivo testar diferentes variedades de soja e avaliar a viabilidade técnica e econômica da cultura na região, tradicionalmente voltada para a pecuária.

 

A proposta do projeto é promover a integração lavoura-pecuária, visando aumentar a produtividade, a renda e o desenvolvimento local. Com um cenário promissor e esforços conjuntos, Coxim se firma como um polo em ascensão no cultivo de soja, trazendo novas perspectivas para a economia e a agricultura da região norte do Estado.