Fiems apoia missão empresarial para Bolívia e Argentina para fortalecer negócios entre os três países

Missão empresarial realizada pela Associação Comercial de Corumbá, em parceria com a Prefeitura de Corumbá e o Sebrae/MS e com apoio da Fiems, partiu no último domingo (19/06) da Cidade Branca rumo a Salta, na Argentina, passando pela Bolívia. O objetivo foi apresentar aos empresários brasileiros as potencialidades da ferrovia no trecho que liga o Brasil a Salta, e fortalecer os negócios entre os três países.

 

A primeira parada da missão foi a capital boliviana, Santa Cruz, onde os empresários tiveram agenda nesta segunda-feira (20/06) com líderes do governo local e também representantes de empresas interessados no mercado internacional.

 

Na avaliação do vice-presidente regional da Fiems, Lourival Vieira Costa, as primeiras reuniões foram extremamente produtivas para estreitar os laços entre os países e construir estratégias para viabilizar a rota ferroviária. “Foi muito importante estabelecer esse diálogo. A nossa missão tem o objetivo de entender as principais dificuldades e desafios que precisamos enfrentar para fortalecer nossos negócios. A Rota Bioceânica em funcionamento vai aumentar a produção, geração de empregos e renda e fortalecerá a economia dos três países”, comentou.

 

Na apresentação do cenário atual de produção e escoamento, o CIN/MS (Centro Internacional de Negócios de Mato Grosso do Sul), que faz parte da Fiems, exibiu um panorama sobre o cenário atual de negociação e como os países tem consolidado acordos. A coordenadora do Centro, Sthefany Miyeko, apresentou as potencialidades de negociações. “Com esse panorama é possível entender como construir estratégias para viabilizar a Rota Bioceânica. Corumbá é a quarta maior cidade de Mato Grosso do Sul e um importante ponto de logística que faz ligação entre os países vizinhos”, disse.

 

O secretário municipal de desenvolvimento econômico e emprego da Bolívia, Richard Gonzales Peredo, recebeu os líderes empresariais brasileiros e demonstrou interesse em realizar um estudo de estratégias conjuntas. “Temos muito potencial de negócios entre os dois países e precisamos cada vez mais de parcerias público privadas, alcançar a indústria, os empresários e fazer esse intercâmbio”, ressaltou.

 

Já na sede do Governo do Departamento de Santa Cruz, a missão empresarial foi recebida pessoalmente pelo governador Luis Camacho. “Mato Grosso do Sul tem um mercado muito interessante, é forte no setor do agronegócio, tem matérias primas que nos interessam e também temos muito a oferecer. É totalmente necessário investir nesse diálogo e fortalecer nossas relações”, salientou.

 

Para conectar ainda mais os participantes ao objetivo da missão, o grupo fez uma visita técnica à Ferrovia Oriental para conhecer a estrutura da malha ferroviária oferecida pela empresa. São mais de 1.200 km que permitem a ligação do país com outros negociantes importantes, como a Argentina.

 

Na avaliação do secretário de desenvolvimento econômico de Corumbá, Cássio Augusto da Costa Marques, que também acompanha o grupo, a missão vai intensificar e fortalecer as possibilidades de negócios entre os países. “Durante a viagem, precisamos fortalecer nossas relações. Os corretores bioceânicos estão em plena discussão por conta das vantagens econômicas e facilidades”, destacou.

 

Ainda conforme Cássio Augusto Marques, será possível potencializar as exportações com os investimentos certos. “Nós buscamos aliados aqui para unir esforços para identificarmos as dificuldades e priorizar as ações para viabilizar e tornar o acesso ferroviário possível. Se tivermos uma linha ferroviária com bom acesso será de grande vantagem para todos os mercados, Brasil, Bolívia e Argentina”, completou.

 

 

POLÍTICA